Histórico da Caminhada de Emaús

Tudo começa na localidade de Água Quente, 2º distrito do Município de Teresópolis. Estamos no inverno de 1999 e lá moram 03 jovens que dividem suas atividades entre o trabalho e a igreja. Após dias exaustivos, dias de labuta, os nossos três jovens encontram ainda forças para ajudar no grupo de oração para homens daquela comunidade. São momentos agradáveis e memoriáveis em que os jovens Davi, Del e Moises dedicam-se incansavelmente à obra de Deus. Mas essa total dedicação não é suficiente. No coração dos três ainda arde um grande desejo: o de evangelizar o povo de Deus daquela comunidade.

Desejosos de um algo a mais, os nossos três companheiros buscam num primeiro momento, orientações junto ao Vigário da Paróquia Santa Teresa, Pe. Roberto Zogbi. O tempo passa e os intrépidos sonhadores contagiam um quarto amigo e, depois, um quinto. Pronto! Estava formado um quinteto: Davi, Del, Moises, Patrick e Dr. Falcão.

Num belo dia então, o nosso quinteto encontra-se com o Pe. Mario, pároco da igreja Sagrado Coração de Jesus na Barra do Imbuí, em Teresópolis. Um convite é feito e o Sacerdote prontamente os recebe para um bate-papo. Após ouvir atentamente os anseios do quinteto, o Padre troca ideias e, depois de muitas confabulações, chega-se ao final de uma busca incessante: Pe. Mario sugere um ENCONTRO.

Então, sabiamente, Pe. Mario escreve numa pequena cartolina algumas linhas com vários Temas. Ali se desenhava, com muita simplicidade, o método, a didática com que Jesus ensinará aos discípulos e ao povo de Deus.

Neste pequeno pedaço de papel duro estava  “o Kerigma”.

Ficou então marcada outra reunião para daí a 15 dias. Neste intervalo de tempo, todos pensariam num nome para o querido encontro. Na segunda reunião, nenhum nome tendo sido encontrado,     Pe. Mario sugeriu o Evangelho dos discípulos de Emaús, Lc 24,13-35, o que foi imediatamente aceito. Nascia então A CAMINHADA DE EMAÚS.

Todavia, era consenso de “todos” os personagens deste Encontro que, dos Carismas usados na Caminhada de Emaús, sem desmerecer o maior de todos, “O Amor”, aquele que deveria ser aplicado inicialmente seria, “O Acolhimento”. Desmedidamente, Profusamente e Incondicionalmente. Sem distinção de raças, preconceitos, condições financeiras e independentemente da sua condição perante a Igreja. Em suma, um retiro para todas as pessoas de boa vontade.

       A Caminhada de Emaús é para TODOS.”

 Após longos meses de reflexão e preparação,  no final da primavera, mais precisamente nos dias   19/20/21 de novembro de 1999, realizava-se a 1ª Caminhada de Emaús de “Água Quente”.

Caminhada Masculina que Contou com 44 participantes, sob o olhar atento do Pe. Roberto Zogbi e a direção espiritual de Pe. Mario.

Na ocasião da preparação da primeira Caminhada, um sexto amigo juntou-se ao grupo: José Luiz “Macuco” que, com sua liderança e unção além do seu violão e tom de voz alegre e contagiante foi peça ímpar para o bom êxito e sucesso das Caminhadas.

Três anos depois, realizava-se a 1ª Caminhada de Emaús Feminina em Macuco, diocese de Nova Friburgo, nos dias 26/27/28 de abril de 2002. Contou com a presença de 109 participantes e a direção espiritual de Pe. Rogerio.

A Caminhada Feminina foi toda ela montada e organizada por Bernadete, Macuco e Inês, com o apoio efetivo de Patrick e Claudia. Coube a querida Bernadete, a responsabilidade e realização do Braço Feminino da Caminhada de Emaús. O nosso imenso abraço a “todas” as meninas que ajudaram na realização da 1ª Caminhada Feminina.

Até Dezembro de 2013 a Caminhada de Emaús expandiu-se além de Teresópolis e Macuco, também para Nova Friburgo, Laranjais, Cardoso Moreira, Sumidouro, Petrópolis, Guapimirim e São Sebastião do Alto. Somando-se, até essa data, a realização de 196 Encontros, onde pudemos apresentar o Amor,  o Acolhimento, a Alegria e a Palavra do Senhor a 20.485 pessoas.                                          

Louvado seja o Nosso Senhor Jesus Cristo!

Fica conosco Senhor!

Share This