Depois de cumprirem tudo, conforme a Lei do Senhor, voltaram à Galileia, para Nazaré, sua cidade. O menino crescia e tornava-se forte, cheio de sabedoria; e a graça de Deus estava com ele” (Lucas 2,39-40).

Hoje, celebramos a Sagrada Família. Para Deus toda família é sagrada, e não há nada mais sagrado e sublime do que a família de cada um de nós. Por isso, Deus nasceu e se encarnou no seio dela. A família de Nazaré é o protótipo de toda família humana: restaurada, abençoada, iluminada, agraciada por Deus e temente a Ele, uma família onde há o amor acima de tudo. O amor entre Maria e José, o amor destes para com seu Filho Jesus, e o amor, o respeito e a obediência de Jesus para com Seus pais, Maria e José.

Meus irmãos, nós sempre acreditamos e professamos que Deus precisa salvar este mundo, e Ele veio para isso, mas a salvação só pode acontecer por meio da nossa família.

Tomemos posse dessa verdade: nossa família é sagrada, e não podemos brincar com o sentido de ser família. Família tem que ser respeitada, iluminada, cada vez mais unida, e a nossa família precisa ser o lugar da morada de Deus.

A oração dá a direção para que a nossa família não se perca no meio da ilusão

Imagine Jesus entrando no seio de uma família para ali viver, a família de Nazaré; e é assim que Jesus também quer fazer, entrar no seio de cada uma das famílias, das nossas casas. E não podemos parar nas dificuldades, nos problemas, e dizer: “Deus não vai morar aqui, porque a minha família tem tantas dificuldades!”. É ali que Jesus precisa mesmo viver, Ele só não vai morar na sua casa se você não deixar, Ele só não vai permanecer na sua família se você O colocar para fora. Pelo contrário, coloque-O para dentro da sua casa, coloque Jesus dentro da sua família.

Assim como vejo indiferença dos membros da família entre si, muitas vezes a família também é indiferente à presença de Jesus. Não basta dizermos: “Jesus está aqui”, “Jesus está no meio de nós”, se não chamamos Jesus, não clamamos por Ele, não oramos por Ele, se a nossa família não dá as mãos para estar em torno de Jesus.

Não só acolhamos Jesus, mas permitamos a Ele viver todos os dias na nossa casa. Sejamos uma família orante, e que a oração tenha um lugar sublime na nossa casa!

A oração traz luz, sabedoria, a oração quebra as barreiras dos desentendimentos, das ofensas, das mágoas e rancores. A oração dá a direção para que a nossa família não se perca no meio da ilusão.

Que a sua família seja cada vez mais sagrada, e que o poder da oração esteja presente em todos os atos da sua casa e da sua família.

Deus abençoe você!

 

Padre Roger Araújo 

Categorias: Reflexões

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *