Dia 6 – QUINTA-FEIRA

5ª SEMANA DA PÁSCOA

(branco – ofício do dia)

Cantemos ao Senhor: ele se cobriu de glória. O Senhor é a minha força e o meu cântico: foi para mim a salvação, aleluia! (Ex 15,1s)

Com base nas Escrituras, a assembleia dos dirigentes da Igreja confirma que Jesus é fonte de salvação para todos os povos. Nossas comunidades sejam canais abertos e acolhedores para os que buscam o Cristo.

 

Primeira Leitura: Atos 15,7-21

Leitura dos Atos dos Apóstolos – Naqueles dias, 7depois de longa discussão, Pedro levantou-se e falou aos apóstolos e anciãos: “Irmãos, vós sabeis que, desde os primeiros dias, Deus me escolheu do vosso meio para que os pagãos ouvissem de minha boca a palavra do Evangelho e acreditassem. 8Ora, Deus, que conhece os corações, testemunhou a favor deles, dando-lhes o Espírito Santo como o deu a nós. 9E não fez nenhuma distinção entre nós e eles, purificando o coração deles mediante a fé. 10Então, por que vós agora colocais Deus à prova, querendo impor aos discípulos um jugo que nem nossos pais nem nós mesmos tivemos força para suportar? 11Ao contrário, é pela graça do Senhor Jesus que acreditamos ser salvos, exatamente como eles”. 12Houve então um grande silêncio em toda a assembleia. Depois disso, ouviram Barnabé e Paulo contar todos os sinais e prodígios que Deus havia realizado, por meio deles, entre os pagãos. 13Quando Barnabé e Paulo terminaram de falar, Tiago tomou a palavra e disse: “Irmãos, ouvi-me: 14Simão acaba de nos lembrar como, desde o começo, Deus se dignou tomar homens das nações pagãs para formar um povo dedicado ao seu nome. 15Isso concorda com as palavras dos profetas, pois está escrito: 16‘Depois disso, eu voltarei e reconstruirei a tenda de Davi que havia caído; reconstruirei as ruínas que ficaram e a reerguerei, 17a fim de que o resto dos homens procure o Senhor com todas as nações que foram consagradas ao meu nome. É o que diz o Senhor, que fez essas coisas, 18conhecidas há muito tempo’. 19Por isso, sou do parecer que devemos parar de importunar os pagãos que se convertem a Deus. 20Vamos somente prescrever que eles evitem o que está contaminado pelos ídolos, as uniões ilegítimas, comer carne de animal sufocado e o uso do sangue. 21Com efeito, desde os tempos antigos, em cada cidade Moisés tem os seus pregadores, que o leem todos os sábados nas sinagogas”. – Palavra do Senhor.

 

Salmo Responsorial: 95(96)

Anunciai as maravilhas do Senhor / entre todas as nações.

1. Cantai ao Senhor Deus um canto novo,  cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira! / Cantai e bendizei seu santo nome! – R.

2. Dia após dia anunciai sua salvação,  manifestai a sua glória entre as nações / e entre os povos do universo seus prodígios! – R.

3. Publicai entre as nações: “Reina o Senhor!”  Ele firmou o universo inabalável, / pois os povos ele julga com justiça. – R.

 

Evangelho: João 15,9-11

Aleluia, aleluia, aleluia.

Minhas ovelhas escutam minha voz, / minha voz estão elas a escutar; / eu conheço, então, minhas ovelhas, / que me seguem, comigo a caminhar (Jo 10,27). – R.

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João – Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 9“Como meu Pai me amou, assim também eu vos amei. Permanecei no meu amor. 10Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu guardei os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor. 11Eu vos disse isso para que a minha alegria esteja em vós e a vossa alegria seja plena”. – Palavra da salvação.

 

Meditações 

É necessário permanecer no amor

“Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis no meu amor, assim como eu guardei os mandamentos do meu Pai e permaneço no seu amor” (João 15,10).

É verdade que queremos permanecer em Jesus, e mais ainda, queremos que Jesus permaneça em nós, esteja em nós. Não queremos sair da presença de Deus nem queremos que Ele saia da nossa presença.

Como Jesus foi todo amado pelo Pai e o amor do Pai está todo em Jesus, o amor de Jesus está em nós. Por isso, para permanecer n’Ele é preciso permanecer no amor. Cometemos um tremendo erro na vida: nós queremos estar em Deus, mas, muitas vezes, não queremos viver o amor.

Às vezes, vivemos o amor limitado ou o amor na forma humana, mundana. Mas o amor de Deus não se conjuga com o amor deste mundo, e não dá para permanecer no amor de Deus permanecendo no ódio, no rancor, na mágoa, no ressentimento. Não dá para permanecer no amor de Deus, permanecendo na maldade, porque o amor de Deus não suporta maldade.

Olhemos as maldades dos nossos sentimentos, dos nossos pensamentos e, muitas vezes, as maldades das nossas ações. Falar mal do outro, querer mal ao outro, desejar o mal ao outro; quando não praticamos o mal ao outro, armamos uns contra os outros e, muitas vezes, dizemos que é em nome de Deus.

Para permanecer em Jesus é preciso permanecer no amor

Deus não se deixa levar, quanto menos permanecer em atitudes mundanas, feitas em nome d’Ele. É aquilo que chamamos de desonrar, desrespeitar e agredir a dignidade de Deus. Onde está o amor, ali Deus está; onde não está o amor, Deus não está.

Você pode carregar uma cruz grande em nome de Jesus, você pode usar uma roupa, uma veste em nome de Jesus; você pode levar uma Bíblia enorme em nome de Jesus, mas isso não significa que você está em Jesus.

Para permanecer n’Ele é preciso permanecer no amor, porque onde não tem amor, não tem Jesus. E o amor de Deus por nós, o amor de Jesus, o amor que Ele nos amou, não comporta nossas atitudes desamorosas, atitudes que não revelam amor. Ao contrário, revela muitas vezes desejar o mal, querer o mal.

“Se guardardes os meus mandamentos, permanecereis em mim”, não se esqueça de que os mandamentos de Deus são para que O amemos. Talvez, amemos muito a Deus, mas se não amarmos o próximo, como o amor de Deus permanecerá em nós? Se não respeitarmos o próximo, se não tivermos um amor verdadeiro e intenso, como o amor de Deus permanecerá em nós e como vamos permanecer no amor de Deus?

Deus abençoe você!

Padre Roger Araújo 

 


 

Se ontem vimos a predominância do verbo permanecer, no texto de hoje (continuação da alegoria da videira) encontramos o verbo amar. Jesus aprendeu do Pai a amar: “Da forma que meu Pai me amou, eu também amei a vocês”. O amor é contagiante: passa de pai para filho. Se encontram amor e acolhida por parte dos pais, os filhos crescem mais otimistas, confiantes, felizes e respeitosos. Jesus pede aos seus que permaneçam no amor. Isso só é possível se guardamos os seus mandamentos. Os mandamentos de Jesus sempre vêm em favor da vida. O Mestre não pede tanto para ser amado, mas sim que guardemos o amor que vem dele e do seu e nosso Pai, que nos amou primeiro. Assim como Jesus aprendeu do Pai a amar, aprendamos também nós a amar, superando orgulho, arrogância e intolerância.

 

Oração

 

Senhor Jesus, por tuas palavras nos revelas o teu altíssimo grau de amor por nós: “Da forma que meu Pai me amou, eu também amei a vocês”. Por isso, com razão nos recomendas: “Permaneçam no meu amor”. Dá-nos compreender e pôr em prática teus amáveis mandamentos. Amém.

 

Pe. Luiz Miguel Duarte, ssp

 


 

SANTO DO DIA 

São Domingos Sávio

O santo de hoje viveu o lema “Antes morrer do que pecar”.

Nascido em Turim, na Itália, no ano de 1842, Domingos conheceu muito cedo Dom Bosco e participou do Oratório – lugar de formação integral – onde seu coração apaixonou-se por Jesus e Nossa Senhora Auxiliadora.

Pequeno na estatura, mas gigante na busca de corresponder ao chamado à santidade, foi um ícone da alegria de ser santo. Um jovem comum, que buscava cumprir os seus deveres e amava a vida de oração.

Com a saúde fragilizada, faleceu com apenas 15 anos.

São Domingos Sávio, rogai por nós.